A polícia batendo nos professores

 

A cena na TV da polícia atirando bombas nos professores da rede pública do estado foi talvez a primeira cena que lhe chamou a atenção sobre o quão passiva e desatenta estava a sociedade. ele, como parte da massa que acompanhava a inércia mental de pensamentos egoístas, mesquinhos, conformados e vaidosos, achou normal.

Deste momento em diante foi tudo muito rápido. sua amante fugiu com seu ex sócio, sua mulher lhe expulsou de casa e o separou das crianças, começou a beber feito um louco, perdeu todo o seu patrimônio e foi viver na rua. estava prestes a seguir o conselho de um dos advogados que o ajudou a se afundar ainda mais rápido, “rasgue seus documentos e comece tudo de novo.fuja dessa vida”.

Suas únicas peças de roupas eram as que ele vestia e no bolso ficara somente um velho e surrado RG. não havia percebido que estava há alguns dias descalço, mas estava obstinado a rasgar o ultimo pedaço daquele que tinha sido o seu “eu” em outros tempos. acabou queimando o documento em uma fogueira improvisada embaixo da pista elevada do centro da cidade.

Ele se sentiu livre como nunca havia se sentido, nenhuma responsabilidade familiar, amorosa ou profissional lhe tomaria tempo, poderia andar por todos os cantos, a cidade era inteirinha dele e bastava manter-se vivo para poder renascer.

O centro da cidade atendia ainda que mal, a todas suas necessidades. passou a tomar banhos e a lavar a roupa em bicas e chafarizes, secava-se ao sol deitado em algum banco lendo jornais antigos que voavam pelas ruas, sem se preocupar com absolutamente nenhuma notícia. arrumou um par de sapatos, uma escova de dente e  mais apresentável, pôde freqüentar todos os banheiros de botecos e lanchonetes em que trabalhassem homens simples, imigrantes e outros tantos acostumados com a fauna e flora da região.

Sua relação com os outros moradores de rua era tranqüila até por que com exceção dos usuários de drogas e dos alcoólatras, seus vizinhos eram perturbados, desiludidos ou cansados do sistema de modo geral e isso tudo os aproximava.

Anúncios

Uma resposta em “A polícia batendo nos professores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s