samambaiando

o resto da cerveja com uma bituca desmanchando regou o muro por dois dias. um pequeno pólen voador com fuligem de poluição encosta por ali e se agarra, amarradão. nasce daí uma samamba que fica toda relaxada tomando sol e torcendo para chover um pouco, para receber mais caldo da lata. o gosto da cinza com o algodão cheio de química do filtro embebedecido pela birra morna traz para a sama uma lembrança louca, um sonho confuso, uma tarde quente na moleira.

Anúncios

2 respostas em “samambaiando

  1. meu caro!
    eis que me debruço sem querer em vosso muro e descubro tão boas sacadas, ao ar livre.
    em especial o pequeno fragmento sobre o nascimento da samambaia, que não pude deixar de relacionar ao que tenho escrito, que uma hora te mostro. Mas no meu blog, na série Efeitos, vc pode ver. enfim, papo pra depois. A notícia maior é que to de casinha nova: eu e a lau. vai ter festinha dia 02 de outubro, véspera de eleição, será um desbunde contar com vossa presença! falemos! abração, felipe

  2. uma birra morna
    uma lembrança louca
    um sonho confuso.
    E o cheiro da noite anterior!
    Os pássaros acordando às 03h30…ainda não dormi.
    Os pássaros da Francisco Aquarone!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s